Hora de reaprender a caminhar – G1

No processo de envelhecimento, perdemos flexibilidade, força e massa muscular, características que impactam a qualidade da caminhada. Estudos estimam que, entre os 40 e 80 anos, a velocidade habitual de marcha decresce de 9% a 11%. No entanto, há muito o que fazer para recuperar esses atributos e prevenir que o quadro se deteriore.

Leia o artigo completo em: http://g1.globo.com/bemestar/blog/longevidade-modo-de-usar/post/hora-de-reaprender-caminhar.html